domingo, 22 de novembro de 2009

Como si hubieras muerto....



Poema 15
Pablo Neruda


Me gusta cuando callas porque estás como ausente
y me oyes desde lejos y mi voz no te toca,
parece que los ojos se te hubieran volado
y parece que un beso te cerrara la bo - oca.

Me gustas cuando callas y estás como distante
y estás como quejándote mariposa en arrullo,
y me oyes desde lejos y mi voz no te alcanzadéjame
que me calle con el silencio tu - uyo.


Déjame que te hable también con tu silencio
claro como una lámpara simple como un anillo,
te pareces a la noche callada y consteladatu
silencio es la estrella tan lejano y senci - illo.


Me gustas cuando callas porque estás como ausente
distante y dolorosa como si hubieras muerto,
una palabra entonces, una sonrisa bastan
y estoy alegre, alegre de que no sea cierto,
una palabra entonces, una sonrisa bastan
y estoy alegre, alegre de que no sea cierto.
(Mercedes Sosa...)

terça-feira, 10 de novembro de 2009

Retrato para Amanda (Aniversariando...2.4)




“É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração

Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão, não se faz um samba não”
(Samba da Bênção/ Vinicius de Moraes)



Das coisas que mais gosto em mim, cito como mais importantes a data do meu nascimento e o nome que me foi dado.

Imagino os espíritos no céu, no além, nas outras dimensões, à espera do dia do seu nascimento....uma fila enorme de espíritos coloridos, almas, espíritos santos, auras, partículas de Deus – como quiserem chamar – numa espécie de departamento de recursos humanos celestial, ansiosos pelo cadastramento de suas datas de encarnação, afinal, nasce-se apenas uma vez na vida, então é preciso nascer bem, começando assim pela escolha do dia tão aguardado.

Eu escolhi, com a permissão de Deus, São Pedro...(funcionário público celestial) e dos demais anjos do paraíso, o dia 10 de novembro de 1985. Uma combinação perfeita. Gosto do número 10, gosto do mês de novembro – mês que, além da graciosa sonoridade do próprio nome, sugere que fui fabricada no carnaval, o que explica em partes a minha hiperatividade inata e o meu gosto por choro, samba, pagode e bateria de escola de samba. Fiz uma boa escolha, acho novembro um mês charmoso para se nascer.....

Com relação ao ano, não pude optar – penso que foi uma ordem de Deus. Nasci no ano em que se deu o fim do regime militar no Brasil; escolhido pela ONU como Ano Mundial da Juventude...O Dia Nacional da Juventude, DNJ, é 16 dias mais velho do que eu. Creio que tais acontecimentos falem um pouco sobre mim...sobre as coisas que gosto, acredito, tenho afinidade...

Um dia antes de nascer, falecera meu bisavô, Senhor Antônio Lopes Faria, um coronel das roças de Canaã e Araponga. Enquanto ele morria nas Minas Gerais...eu nascia em São Paulo, na capital paulistana.

São Paulo é um bom lugar para se nascer. Terra das pessoas ansiosas por natureza e acostumadas ao frio, à garoa, às cores vindas de tantos cantos, ao diferente. Cidade acolhedora, que abre as portas sem se importar com as escolhas de seus filhos, orientações, crenças, sotaques. Cidade que agrega todas as outras cidades brasileiras, e também as estrangeiras: terra macunaímica. Sou feliz por ter nascido lá, embora já tenha me amineirado, ao longo da vida...(e fiz muito bem).

Meu nome é Amanda Lopes de Freitas. Acho um dos nomes mais bonitos que já ouvi. Amanda, em latim, significa a que será amada. Não tem nada de poético nisso, porque trata-se apenas do próprio verbo “amar” flexionado no futuro; mas, devido a sua simplicidade, torna-se belo. Imagino alguém cujo amor é prioridade, uma vida doada em função de amar o próximo. Viagens....

Amanda em Tupi significa chuva – disse-me um professor de Inglês certa vez. Gosto de chuva, detesto guarda-chuva, sempre os esqueço nos lugares os quais freqüento, o que me leva a crer que essa coisa de nome de fato influencia a nossa personalidade.

Herdei o Lopes da minha família materna; Freitas, da paterna. São nomes simples, triviais, mas que me lembram à escolha dos meus pais, para que eu nascesse e vingasse; escolha de que estivesse viva, entre eles. Tenho muitos pais e mães. Claro que os que mais amo são Dona Francisca e Seu Raimundo, os “oficiais”, mas meu caminho foi construído também por outras pessoas, cujos nomes não sei, mas que também devem ter algo de Francisca e Raimundo, de mãe e pai. Não há melhor coisa no mundo que se ter uma mãe e um pai...quem dirá várias mães e pais.

Eu nasci assim: com uma data e um nome.
E durante estes 24 anos, muita coisa já me aconteceu, boa e ruim, que é impossível traduzir aqui. Este texto se tornaria um monólogo eterno, e não teria graça, já que a graça da vida e de ter vivido 24 primaveras, é justamente os diálogos que a gente constrói; encontros e desencontros, como diz a minha música tema desse aniversário:

“A vida não é brincadeira, amigo
A vida é arte do encontro
Embora haja tanto desencontro pela vida”

Este ano foi muito importante para mim. Um ano de superação de muitos limites. Foram muitas as decepções vividas, muitas caras quebradas, muitas desilusões e acontecimentos que não esperava que terminassem assim. Muitas partidas e perdas. Em meio a este caos, percebo que é preciso viver e acreditar em alguma coisa. E que a vida pode ser bonita ainda....apesar da morte do sonho.

Sim, leitores: existe vida após a morte do sonho.

Neste aniversário, penso na minha amiga Julya, que faria 24 anos daqui a dez dias, se ainda estivesse entre nós. Lembro-me da sua beleza, da sua garra, da sua vontade de viver, do valor que dava à vida, aos amigos, ao seu pai, mãe, irmãos; a paciência com a qual esperou pelo homem com quem iria casar, os sonhos que construíram juntos os quais também morreram...e que nunca poderão se ressignificar....

Penso nisso. Nos sonhos da Julya que morreram.
Sonhos morrem. Alguns de nós ficam. Outros vão: eu fiquei.

Creio que viver, para mim, é uma obrigação. Tanta gente boa conheci que poderia estar aqui e já não está que penso que eu preciso viver por elas e por mim; pelos sonhos desfeitos dessas pessoas, que ainda ecoam naqueles que os amaram. Sigo.

Hoje é um dia feliz. Podia ser melhor? Sim....Quem dera ainda pudesse acreditar em certas coisas, não ver o que tenho visto....Acreditar no sonho. Mas não será essa tristeza também parte da história? Como um vento que te conduz a algum lugar que nunca esperava chegar? Espero.

Meu Deus...eu estou viva.....isso é a melhor coisa que já me aconteceu hoje: estar viva. Sou feliz por estar viva. Sim! Estou triste com uma porção de coisas que me aconteceram esse ano, com uma infinidade de situações pelas quais passei e ainda passo; tenho milhares de frustrações e me sinto perdida com relação a tantas escolhas....
Mas...estar viva é tudo o que poderia escolher para hoje.......

Obrigada Deus, pela vida que você me deu. Por ter me deixado nascer. Acredito que o senhor também não saiba o dia da minha morte....(há coisas que nem Deus sabe, penso....será que ele já leu o livro da vida todinho?), mas, sinto que o senhor deseja que eu viva muito ainda...sabe para que? Para que eu ainda quebre muito a minha cara e coma em todos os pratos que cuspi...e veja, com estes olhos que a terra ainda há de comer, aquelas 7 voltas o meu mundo dará...(lembra deste sonho Deus? de quando era criança...do moço dizendo "Amanda, você vai dar sete voltas pelo mundo" ?)
Porque final de contas, viver é isso: um surpreender-se cotidiano.
Parabéns para mim!

------------------------------------------------------------------------------------------------
(texto escrito em 09/11)


Como eu adoro listas....Vou fazer uma lista de coisas que me daria de presente este ano se tivesse dinheiro e uma faculdade inata paranormal desenvolvida.

- Uma viagem para o Sul do Brasil;
- Todos os livros da Clarice Lispector;
- Os cd´s dos Los Hermanos que ainda me faltam....(isto é...que eu, burramente, devolvi...);
- A discografia completa do “Beirut”;
- Aquele cd da Fernanda Takai em que ela interpreta Nara Leão;
- O DVD ou CD “Elas cantam Roberto” (eu adoro Roberto Carlos...no último especial até chorei...);
- Um vestido vermelho;
- Um vestido verde (pode ser indiano);
- Um vestido preto;
- Duas calças jeans;
- Três saias indianas (já ganhei uma...rsrs);
- 300 rasteirinhas...(dessas de 10 reais mesmo...);
- Todos os livros do Frei Betto;
- Um namorado com um buquê de rosas vermelhas (sim..Tem que ser com um buquê de rosas vermelhas...nem que seja no BUDDY POKE...kkkk);
- Minha bolsa de iniciação científica;
- Uma viagem para BH.....Para visitar uma amiga, embora ela não mereça .....Mas, como ela tem vários irmãos gatíssimos.....(apesar de todos serem comprometidos e super sérios, diga-se de passagem....) acho que vale a pena, né amiga misteriosa? Rsrs....;
- Ir ao cinema....;
- Ir ao Burguer King....adorooooooooo;
- Um dia no Mac Donald´s...amoooooooo...(ai gente.....eu sei....mas fazer o que? Eu gosto ué!);
- Um ingresso para algum show sertanejo...tipo João Bosco e Vinícius....;
- Pintar a parede do meu quarto de branco...(não agüento mais tanto azul...);
- Voltar a fazer Ballet;
- Emagrecer, no mínimo, 10 kgs!;
- Sessões de hipnose com o intuito de apagar da memória fatos indesejáveis, pessoas que se pretende esquecer, histórias perdidas. (Aliás, sempre quis ser hipnotizada por aquele senhorzinho barbudo que passava na TV. Aquele exercício de prender as mãos...vocês se lembram leitores? Pois bem...sempre tive medo de fazê-los em casa e ficar eternamente com as mãos “presas”...rsrs...);
- Internet Velox;
- Ser tele-transportada por algumas horas até o lugar onde estão alguns amigos...(Cleiton, Julya, Rodolfo, Morena, Dona Ruth...) só para matar a saudade....Mas voltaria para o planeta Terra em seguida, lógico....
- Ir em algum lugar que tenha chorinho......
- Ir a um pagode...adoroo......
- Que o meu cabelo cresça expressivamente ainda este ano...(já estou com saudade das minhas madeixas...);
- Lentes de contato e um novo modelo de óculos;
- Um namorado com um buquê de rosas vermelhas.....
- Um bolo de chocolate...(esse eu já ganhei! Rsrs);
- Um anel de tucum...de tucum....(o meu não é de tucum de verdade....);
- Uma surpresa boa.
- Uma carta.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Dança da Solidão (Paulinho da Viola)


Dança da Solidão
(Paulinho da Viola)

Solidão é lava que cobre tudo
Amargura em minha boca
Sorri seus dentes de chumbo
Solidão palavra cavada no coração
Resignado e mudo
No compasso da desilusão


Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão


Camélia ficou viúva,
Joana se apaixonou
Maria tentou a morte, por causa do seu amor
Meu pai sempre me dizia,
meu filho tome cuidado
Quando eu penso no futuro, não esqueço o meu passado


Desilusão, desilusão
Danço eu dança você
Na dança da solidão


Quando vem a madrugada, meu pensamento vagueia
Corro os dedos na viola, contemplando a lua cheia
Apesar de tudo existe, uma fonte de água pura
Quem beber daquela água não terá mais amargura

--------

Linda música...

SONO: para que te quero?

Fico impressionada com a minha capacidade de sentir sono.
Insônia? isso não me pertence mais! o problema agora é excesso de sono...
Tenho uma prova difícilma hoje, no entanto....fui vencida pelo sono pós almoço...(de 12:30 até às 14:30...pode?) e em seguida, pela internet.....pelo Blog...pelo orkut...pelo MSN....ai ai ai .........

E vc leitor?? Já foi vencido pelo sono hoje? comente!

terça-feira, 3 de novembro de 2009

Conversa de "gente boa"...(3/11/09)

Hoje tive uma conversa muito legal, que me fez um bem danado.
Na verdade, uma conversa bem tosca. Cheia de recortes, fragmentada....cheia de falo-não-falo...e enrrolação....
[projeto de vida, família, afetividade....pastoral da juventude.....dez xícaras de café.....(o melhor de tudo....)];

Queria saber ouvir mais e falar menos; a escuta é um dom. Acho que o melhor presente que se dá a um amigo é a gratuidade da escuta. Você percebe que a pessoa tá super cansada...cheia de coisas mais importantes para pensar.....talvez até de saco cheio de você...mas ela simplesmente pára e , num gesto de empatia, coloca-se no seu lugar, ainda que diante de situações muito subjetivas. Muitas vezes, apenas se lê aquilo que você já sabe, aquilo que é óbvio mas você quer que alguém que você goste desenhe para você.Meu Deus...como eu queria saber fazer isso! Preciso aprender a escutar mais e falar menos. Aliás...preciso aprender tanta coisa....

Gosto muito desse amigo-assessor-irmão mais velho que, apesar dos vários momentos de "pittis" (vários, vários, vários...ao longo de quase 5 anos) ...(não vou identificá-lo para ele não ficar puto com a referencia, caso ele leia esse post....kkkk), é um cara "gente boa" kkk....

"porque cada passo que dou me transforma num outro algo, tão inesperado quanto o caminho que sigo...."



No mais...Agenda:
quarta: prova de linguística;
quinta: dia "trash" e Leão;
sexta: Mais louco que o Batman;
sábado: Mais louco que o Batman....
domingo: Ressaca da Mais Louco que o Batman e Pastoral da Juventude....
segunda: Ressaca da Mais Louco que o Batman....
terça: tcharan!!!!!!!!!!!!!!

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

"Stop. A vida parou ou foi o automóvel?" (ANiversário chegando)

Leitores,
**
Será meu aniversário daqui a sete dias.
Tenho feito uma leitura realista da minha vida nesses últimos dias e percebi que tennho muita coisa para aprender.
Sinto-me uma idosa: farei 24 anos e me vejo tão perdida diante da vida...tantas decepções que tive esse ano e ainda me recorrem.........tanto sonho desfeito. Isso não é coisa de gente idosa...(que teoricamente são como as crianças.....) mas coisa de gente adulta mesmo....adulto chato que não sabe brincar.
**
Como diz meu afilhadinho de 4 anos e minha priminha de 5...."Ai ai ai Amanda...."
**
Aff..............que chatice esse Blog, não??
Será o meu inferno astral desse ano, um pouco mais compacto? (não que eu acredite nessas coisas...né? minha religião não permite mas...."Non creo en bruxas, pero...").
**
Vamos falar de alguma coisa mais interessante: que tal....culinária?? mandem suas receitas favoritas que publico aqui........
Começando por bolo prestígio...meu bolo favorito, para festas de aniversário.....
**
beijo não me liguem!

Eles são todos iguais!

Homens: todos iguais!
Já perceberam como todos os homens têm comportamentos parecidos?
Não importa a opção sexual do homem em questão, nem a sua ideologia de vida ou o time favorito.....se é das humanas, agrarias, biológicas....desempregado.....branco,negro,japonês.
Há certas coisas que os homens fazem involuntariamente que são comuns da espécie.
**
Pode ser o seu:
**
- atual peguete, rolo, namorado, marido;
- atual ex peguete, ex rolo, ex namorado, ex marido;
- seu irmão, seu primo, seu primo-irmão;
- seu melhor amigo;
- seu afilhadinho de 4 anos;
- seu pai;
- seu amigo padre;
- seu professor de aramaico;
- seu vizinho;
- seu amigo de orkut;
- o carinha por quem está apaixonada ...(este que nem sonha);
- seu tio avô;
- seu psiquiatra;
- seu amigo (que é gay);
- seu colega do curso de Letras;
- seu colega de trabalho;
- seu colega de congregação...(se vc é irmã...).
- seu filho;
- seu amigo da Pastoral da Juventude da Região Sul;
- seu cunhado;
- seu orientador;
-seu chefe;
- o carinha que dança forró com vc todas as quartas no bar do Leão;
- aquele namorado lindo da sua prima;
- Bento XVI;
- O "Ken" da "Barbie".
**
Não importam quais sejam os homens da sua vida; o fato é que diante de certas situações eles vão mentir para você, ainda que INVOLUNTARIAMENTE. Por exemplo: quando um homem diz que vai te ligar essa semana, você sabe mulher que ficará sentada esperando pelo tal telefonema o resto dos seus dias.....(pode-se ampliar isso para outros meios de comunicação...como emails, scraps, etc...).
**
Quando um homem acha que está certo, não importa o quanto você prove por a+b que ele está errado....ele vai continuar acreditando que você está equivocada, que é uma chata, uma mala, que está de TPM, que é mimada, que não sabe perder...entre outras coisas....
**
Enfiim....só uma pequena amostra.
Mais exemplos queridas leitoras?? Deixem comentários!!!

Manual da conquista vol.I: "Você vem sempre aqui?"

Querido leitor...

Acho que estou com preguiça de amar? Será isso normal?
**
Quem dera fossemos como os pingüins e tivéssemos apenas um parceiro fixo ao longo de nossas vidas...isso nos daria mais tempo para sermos nós mesmo, sem estas preocupações bobas sobre o que o outro pensa a respeito do mundo que queremos ou julgamos apresentar (uma expressão, um gesto, uma roupa, um penteado, uma máscara, outra máscara, uma música, um ex namorado (a), uma poesia, um tom de voz, uma ideologia, uma Skoll ou uma Fanta laranja).
**
Essa coisa de conquista é muito difícil....quero um relacionamento que caia pronto do céu. De preferencia, sem que eu tenha que me esforçar para construir nada. Isso existe?
Tenho dado tantos conselhos de um tempo para cá e me envolvido com tantas histórias de amigos e amigas minhas que penso estar me tornando um pouco pragmática para com as minhas próprias histórias e relações em potencial.
**
Há nove meses não assisto a uma comédia romântica;
Há um tempão não choro, não como chocolate e não ouço "Conversa de botas batidas";
Não assisto a novelas e aposentei de vez o meu DVD pirata do Renato Teixeira;
Não me comovo diante de luas cheias;
Não fico chateada quando não me convidam para sair (incluindo aqui os "amigos");
Não perco noite de sono pensando em ninguém;
Não me importo tanto com os girassóis;
**
Ultimamente, tenho escolhido o riso; uma cervejinha com os amigos, um pagodinho ou uma quintaneja daquelas bem xonadas....para fazer graça...(ô lá em casa...passo mal...).
Me comovo diante das pessoas tortas, "erradas", marginalizadas: da pá virada!
**
Pessoas imperfeitas que se apaixonam por pessoas impossíveis, no momento errado, de forma descompassada.
Que entram em histórias finitas,
Que se lascam bonito,
Que se desarmam,
Que sabem perder.
**
Pessoas ridículas que não se importam com o que pensam delas...( na verdade se importam sim...sofrem com isso também, mas de maneira diferente...sabem que a opinião alheia não vale de muita coisa em certos casos...).
**
Essas pessoas me interessam mais ultimamente, e me reconheço nelas. Pessoas que não esperam tanto do outro, porque não tem mais certeza daquilo que podem oferecer em troca.
**
Acho que estou apaixonada por bogaris. Também são lindas, né?
Discretas, comuns, quase imperceptíveis na reta da UFV, porém...profundamente encantadoras.

domingo, 1 de novembro de 2009

Contagem Regressiva....

Adoro Novembro.................

Ciúme? eu? oxe....

Ciúmes....
Detestável, né Cléo?
Quer coisa mais humana?
Ai ai....de tão humano chega a ser ridículo.....rs
É...acontece de vez em quando...