quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

....Como fiz estradas de me perder

*Baleia Azul. Suzana Moraes.
...Que fiz tantos planos
De me enganar
Como fiz enganos
De me encontrar
Como fiz estradas
De me perder
(Chico Buarque;Tom Jobim)

...
Caríssimo leitor,
...
Hoje tive o prazer de conversar com duas pessoas bastante "realistas" no que diz respeito à vida e a todas estas questões de "destino/escolhas" aludidas no último texto. Valeu-me o dia.
...
Uma delas, disse que sou o tipo de pessoa que vive à base de "esperança" (o que pra mim era paixão, mas hoje percebi tratar-se de esperança mesmo). E que esta esperança independe de um acontecimento tal, mas sim, do modo como reagirei às respostas que hoje aguardo (muitas respostas). Disse que é preciso encontrar esta esperança em mim mesma, cultivar, de alguma forma inexplicável, essa força nas pequenas coisas - porque a vida é uma merda, e só os "alienados" são felizes.
...
O outro sujeito disse-me, em outras palavras, que eu poderia ser comparada a uma baleia: posso vir à superfície, mas sabemos que o meu universo é mais profundo, ou seja, desenrola-se, tal qual o da baleia, na profundidade...e a superfície seria apenas o meu prazer "paliativo". Sobretudo, perguntou-me "Onde você quer chegar,realmente, menina-grande?" - e esse foi o desafio do meu medíocre dia.
...
Ambas as conversas não me consolaram em nada. Continuo pensando como antes. Mas, dúvidas me surgiram e, para mim, as dúvidas também são sinais de mudança. Mudança a longo prazo.
...
Seja lá o que for acontecer daqui pra frente, tentarei estar mais à superfície (embora a idéia não tenha sido essa): porque excesso de profundidade também não alimenta: não pagam as nossas contas, tampouco nos faz esquecer aquilo que somos -ou pensamos ser.
...
Então...voltemos às "festas de Viçosa", que nos valem mais a curto prazo, e é só isso o que nós temos em mãos: o curto prazo.
...
De qualquer forma, comprei três livros hoje: dois da Clarice e um do Gabriel García Marquéz, para quando o insuficiente chegar.
...
Ainda assim, valeu-me o dia.
...
Boa Madrugada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário